terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Hello, Mon amour!





Nessa nova era as gerações de enamorados tornam-se cada vez mais dependentes… quem não já viu ou acaso vive aqueles namoros chicletes – rastreados 24hs via celular?! Noossa, ás vezes estudam no mesmo colégio ou facul, moram perto e ainda vivem na casa um do outro… rsrs  Qdo não… triiiiim... - Mô, q c tá fazendoo?” :P
Dependências… o "eu te amo" tá mais banalizado q desejar bom dia… invasão de espaço mútua, falta de ’semancol’…
De repente todo aquele ‘vc é o ar que eu respiro’ acaba virando relações frustradas e cansativas, afinal já não é mais namoro,virou peso demais pras costas e algum lado da corda rompe primeiro…
Os mais vitoriosos prorrogam o namoro durante aaanos e aí vão confundindo o sentimento com o costume…  Mas aquela chama…?!!  iih ás vezes essa quase não acende mais e quando se pensa em casamento, OPS… :-o Que medaaaa! Afinal… todo o frisson já passou, nem deixou sobrar mais nada pra 'lua de mel'… rs, - essa palavrinha quase não tem mais importância pros corações apaixonados da geração 2000!
Partindo do princípio que saudade é gostoso de se sentir, ‘aduba’ as relações e prolonga o sentimento e a vida particular dos seres enamorados… vai aí minha ‘dica-apêlo’:
"Chicletiiiinhos do meu Brasil baronil…" sossega um pouco os celulares, msn, orkut e outros tantos ‘rastrea-namorados’ e vive um pouco o q é NAMORAR… Guarda um pouco da tortura pra depooois… ;)
E para ajudar aqueles com maiores dificuldades de entender a prévia do futuro extinto matrimônio… Vai aí a dica do defensor das definições… rs


Dicionário Houaiss


NAMORAR – verbo


1    empenhar-se em inspirar amor a alguém; galantear, cortejar, *requestar. (
2 – inspirar amor a ou tornar-se amoroso; apaixonar(-se), seduzir ou deixar(-se) seduzir, atrair ou sentir(-se) atraído
3 -transitivo direto, transitivo indireto, intransitivo e pronominal
4    terem duas pessoas relacionamento amoroso em que a aproximação física e psíquica, fundada numa atração recíproca, aspira à continuidade
5- Derivação: sentido figurado.
mostrar interesse episódico por; incursionar em ou envolver-se por tempo limitado com área de conhecimento ou esfera de atividades ou de convicções que não é habitualmente a sua

4 comentários:

Jornalista Esportivo disse...

"Chicletiiiinhos do meu Brasil baronil…" sossega um pouco os celulares, msn, orkut e outros tantos ‘rastrea-namorados’ e vive um pouco o q é NAMORAR" eh isso ae sister! o pessoal fica ai dizendo "eu t amo" mas parece q ñ percebe a dimensão dessas palavras pq o ato d amar significa confiança então se a pessoa fica monitorando o parceiro ou parceira ñ tem segurança e consequentemente ñ confia! galantear? gostei dessa palavra minha mãe fica falando dele o tempo todo bj sister

Nina disse...

chicletinhos são bem chatos mesmo. grude, melodrama... não é pra mim. adorei o visual do seu blog, tá muito lindo, parabéns! :)

Sister disse...

É meu caro jornalista, costumo dizer, 'mela mas não gruda!" Acho que todo mundo precisa do seu espaço, cultivar sua individualidade, seus momentos com os amigos... Garotas, liberem seus gatinhos pro encontro com amigos, aquela velha pelada (de futebol, não se empolguem meninos) regados a sua cervejinha e a útil conversa sobre o Star Wors.E que aos machões de plantão, não tenham medo das amigas solteiras de sua amada... amizades são indispensáveis e se vc não confia, não da pé!

Beijos da sister!

Sister disse...

Obrigada Nina, adorei seu blog, tá likado aqui e recomendo!

Postar um comentário

Hey, viva a interação, dê sua opinião, troque ideias, não vale o 'parabéns passa no meu também!" Não esqueça que seu comentário é a sua melhor divulgação.